28 June 2006

Campeonato de Snowboard com datas marcadas



O verão chegou há pouco tempo, mas há quem já pense na neve. A Burton anunciou esta semana as datas para o Global Open Snowboarding Championships 2006/2007, um evento internacional que permite que locais, amadores e profissionais tentem a sua sorte (e perícia) para alcançar o título mundial nesta modalidade.
"Expandimos o Burton Global Open series para dar oportunidade a mais pessoas de testemunharem algum do melhor snowboard do mundo", diz Bryan Johnston, vice-presidente do Global Marketing da Burton. "Cada evento atingirá um nível superior no que diz respeito à execução do evento, à cobertura televisiva e podcasting, permitindo aos competidores e espectadores, no local e em casa, a melhor experiência possível".
Fiquem então com o calendário:

Burton Global Open Snowboarding Championship:

New Zealand Open
Agosto 3-5, 2006
SnowPark, Nova Zelândia

Australian Open
Agosto 25-27, 2006
Falls Creek, Austrália

European Open
Janeiro 20-27, 2007
Laax, Suiça

Nippon Open
Fevereiro 20-25, 2007
ALTS Bandai, Japão

US Open
Março 12-18, 2007
Stratton, VT EUA

Longboard já tem rei!


Josh Constable é o novo campeão mundial de longboard. O australiano arrecadou o prémio ao vencer o havaiano Ned Snow na final muito renhida do 13º Rabbit Kekai International Longboard Classic, que teve lugar na Costa Rica.
Constable fez o campeonato desde o primeiro round, conseguindo algumas das melhores pontuações da prova. No final, ainda não estava bem ciente da sua vitória: "Quando chegar a casa com a minha família e amigos acho que vou finalmente tomar consciência desta vitória, mas por agora ainda não me parece ser real. Foi o dia perfeito!", disse o novo campeão mundial, elogiando toda a competição: "Esteve uma atmosfera simplesmente maravilhosa, com toda a gente unida e com esquerdas perfeitas para surfar, como foi em Boca".
Num evento onde se viram muitas fantásticas exibições, como há muito o mundo do longboard não via, as presenças de muitos notáveis, clássicos do desporto, fizeram desta prova, um campeonato a não esquecer: Joel Tudor (2x campeão mundial), Colin McPhillips (3x campeão mundial) e Matthew Moir (vencedor do campeonato do ano passado) foram apenas algumas das lendas presentes.

"Norte - Sul"


Pode ser mais um filme de surf português... ou talvez não... as dúvidas serão tiradas amanhã, dia 29, na Fortaleza da Cidadela em Cascais, altura em que "Norte-Sul" será apresentado pela primeira vez ao público português.
A autora desta nova película nacional, a Boa Onda Produções, faz questão de referir que este será um filme a destacar dos demais que sairam dos computadores de edição para os ecrãs nos últimos anos e que têm marcado o mercado nacional de vídeos de surf com um certo amadorismo.
"Norte-Sul" faz um compêndio de dois anos de recolha de imagens (dentro e fora de água) e seis meses de edição em 45 minutos de trabalho final. Para a execução deste projecto, a equipa de "Norte-Sul" captou imagens no Porto, Peniche, Ericeira, nas praias do Centro do País, da famosa sessão de Tow In em Cascais, no Inverno passado, e apanhou o avião para Fernando de Noronha, Indonésia e Hawaii. Sempre acompanhando alguns dos melhores surfistas nacionais: Tiago Pires, Ruben Gonzalez, Justin Mujica, José Gregório, João Guedes, e muitos outros.
E para que o arranque de "Norte-Sul" seja inesquecível, o lançamento do filme será seguido por uma festa de arromba com a presença de DJ's internacionais. A abertura das portas será pelas 22H.

Juniores a caminho da Caparica

A Praia do CDS, na Costa da Caparica, irá acolher apartir de sexta-feira o circuito europeu de surf junior profissional, o Quiksilver Pro Junior 06.
Numa etapa que conta com a classificação de uma estrela, o fim-de-semana dividir-se-á entre a competição masculina, o Quiksilver Pro Junior, onde competirão os melhores atletas europeus nesta categoria, e o Roxy Pro Junior, destinado às jovens promessas femininas.
A organização do evento garante uma grande adesão, quer por parte dos surfistas nacionais como europeus, factor que certamente contribuirá para um elevado nível de surf dentro de água.
E para o público que se deslocar à Praia do CDS, para além de um grande espectáculo de surf (assim as condições do mar o permitam), poderá também contar com uma série de actividades abertas a quem nelas quiser participar: Aulas de surf práticas e teóricas, aulas de Yoga, um tanque situado na praia para a realização de baptismos de mergulho sob a supervisão da Marinha Portuguesa, uma parede de escalada coordenada pelos Fuzileiros da Marinha e demonstrações de técnicas de salvamento pelo Instituto de Socorros a Náufragos. Depois de um dia de praia, sol e muito surf, o Centro Internacional de Surf promove uma série de festas e concertos.

Nacional de Esperanças apanha a boleia!
Também na Praia do CDS, mas a começar já amanhã, dia 27, e até quinta-feira, realizar-se-á a 3ª etapa do DEEPLY – Circuito Nacional de Surf Esperanças. Esperados são cerca de 150 jovens surfistas de todo o país que aproveitam este circuito para dar os primeiros passos nas suas carreiras competitivas.

26 June 2006

PHOTO OP

Com um cenário destes, não admira que a ASP se feche em copas!
(Photo: ASP/Tostee)

Andy Irons conquista o México

O tri-campeão mundial está mais perto na disputa deste ano pelo título de campeão mundial de surf, ao ter vencido a última etapa da “Dream Tour”.
“Algures no México” Andy Irons não achou par que lhe fizesse frente e levou para casa a vitória do Rip Curl Pro Search, depois de uma final renhida contra Taylor Knox nas ondas perfeitas e quase sempre tubulares de La Jolla.
Com a ondulação a variar entre um e dois metros e o vento a aumentar ligeiramente, o truque da final esteve nas curvas vincadas ao invés dos clásicos tubos. E Andy foi exímio, mostrando estar em grande forma desde o primeiro dia da competição.
“Estou a sentir-me muito bem!”, disse Irons. “Apenas estar na final já é fantástico. Fiz ponto de honra chegar a algumas finais este ano, mas ganhar ainda é melhor. O Taylor é um bom amigo e nós divertimo-nos tanto esta semana que este é um final perfeito.”
Agora Irons parece estar anseoso por não perder o ritmo. “É seguir para a frente! O momento apenas agora começou e eu sei que preciso de capitalizar esta vitória e transpô-la para a próxima prova em Jeffreys Bay e, com sorte, para todo o resto do ano”, rematou o tri-campeão com muita confiança.
Pelo lado de Knox, apesar de ter sido batido por Irons e ter feito a final numa prancha que não estava a 100%, o americano está satisfeito com a sua prestação até à data. “Este ano tem estado a resultar muito bem para mim. Este foi um dos melhores arranques que alguma vez tive, até porque não tenho realmente pensado muito nisto.”
E foi contra um Taylor Knox despreocupado mas muito forte que o campeão mundial em título, Kelly Slater, ficou-se pelos quartos-de-final nesta etapa no México.
Depois de ter estado afastado, devido a uma lesão ocorrida logo no início do ano, Slater retomou à acção, mas, porém, marcou este regresso com uma performance que lhe é estranha, cometendo vários erros e caindo com frequência em manobras que estiveram longe de atingir o crítico que lhe é característico. Porém, apesar dos contratempos, Kelly Slater continua a liderar o ranking... mas com Andy cada vez mais no seu encalço.
A Foster’s ASP Men’s World Tour segue agora para J-Bay, na África do Sul.

Ranking FOSTER’S ASP MEN’S WORLD TOUR, Após o Evento #5 - RIP CURL PRO SEARCH MEXICO

1. Kelly Slater (USA) 4233 points
2. Andy Irons (HAW) 4140 points
3. Bobby Martinez (USA) 40008 points
4. Taj Burrow (AUS) 3650 points
4. Taylor Knox (USA) 3650 points
6. Damien Hobgood (USA) 3542 points
7. Joel Parkinson (AUS) 3052 points
8. CJ Hobgood (USA) 2896 points
9. Bruce Irons (HAW) 2884 points
(Photos: ASP/Tostee)

PHOTO OP

Há dias que nos tiram o fôlego...
Dia de perfeição no Lizandro - Inverno2006
(Photo: Mar~)

Mulheres rumo ao Guincho

No segundo fim-de-semana de Julho a praia do Guincho será literalmente invadida por dezenas de mulheres, prontas a participar naquele que será um dos maiores eventos deste Verão.
A Rip Curl aliou-se novamente à Davidoff para juntos, à semelhança do que aconteceu no ano passado, realizarem mais uma edição do Rip Curl Girls Tour.
Durante os próximos meses, o autocarro da Rip Curl Girls Tour percorrerá 16 cidades europeias, sendo o Guincho a sua primeira paragem.
Miúdas, jovens e graúdas poderão trocar mais um fim-de-semana de Mundial de Futebol por dois dias preenchidos por uma experiência única: aprender a fazer surf e conhecer todo o ambiente gerado em torno de um dos desportos em maior expansão no nosso país.
Assim, para além da presença de destacadas figuras do surf europeu, patrocinadas pela Rip Curl e que acompanharão toda tourné europeia, as aspirantes a surfistas poderão contar com aulas de surf teóricas e práticas, palestras, e muita animação!
Antes de pegar na prancha, tudo o que é preciso saber sobre o desporto e o mar será ensinado pelos melhores especialistas nacionais, que acompanharão as participantes no seu primeiro contacto com as ondas, como é o caso de Rodrigo Costa, nadador-salvador profissional especializado em segurança aquática a surfistas, que dará a palestra sobre Surf – Segurança e Salvamento. Mas porque, como em qualquer desporto, corpo e mente têm que estar em forma e harmonia, o programa do Rip Curl Girls Tour inclui também uma palestra sobre nutrição com a Madalena Muñoz, nutricionista. Tudo arrematado com aulas de BodyBalance, D’Jambé, Hip Hop e Danças Latinas, pois afinal, surf e música sempre andaram de mãos dadas. Para as participantes, a alimentação está incluída, assim como o material e alojamento.

23 June 2006

Balinese Welcome Flowers... Selamat pagi!
(Photo: Mar~)

Welcome! Welcome!

Divago pela internet quase todos os dias. Não porque não tenha nada para fazer, mas porque qualquer minuto que apareça vago tenho esta obssessão de o preencher.
Há três coisas que me ocupam a vida: o trabalho (o ganha-pão obrigatório), a família e os amigos (a nossa base) e o Surf (grande paixão).
Jornalista de formação e surfista com convicção, tendo a unir as duas sempre que posso e o tempo permite. Sigo de perto todas as publicações, no papel ou no ciberespaço, com a sede de informação que me está gravada na alma.
Confesso que quando analisamos os outros nas áreas em que queremos crer que somos especialistas, achamos sempre que podemos acrescentar uma vírgula, um ponto ou um parágrafo. Achamos que há sempre algo mais (ou menos) que poderia ser dito, temos acesso a informação que aos outros escapa... ou esperamos que tenha mesmo escapado.
O mundo do Surf é pequeno. Um cliché que contudo é comprovado todas as semanas, todos os dias. O nosso País também ele é pequeno, mas a tribo tem estado a aumentar a olhos vistos e de "marginais", os surfistas parecem agora estar cada vez na moda e a sua necessidade por informação é também maior.
Proponho neste blog (é mesmo assim: quem não tem verba, tenta as alternativas mais económicas... para editor e leitor) trazer-lhes uma verdadeira revista de surf online. «Mais uma!», pensarão todos... talvez... ou talvez não. Quero crer que o estilo de escrita varia de autor para autor, bem como os critérios noticiosos e o faro jornalístico.
Mas, sim, é mesmo uma revista de surf onde figurarão notícias nacionais, internacionais, sobre campeonatos, free-surf ou sobre o mercado. Fotografias com fartura, surftrips e opinião... sempre assinalada como tal, porque, ao contrário do que costumam ser os parâmetros de um blog, este site quer-se autónomo e isento. Deixarei ao critério de cada um a sua qualidade.
Porque é pela adrenalina que o nosso desporto se torna viciante, apresento-vos a RUSH! Espero que também se viciem!
O Editor