10 August 2006

A pedra na neve

Depois do sucesso do “Bruce The Movie” e o não tão grande sucesso, mas ainda muito interessante, “Creepy Fingers” (também com o mais novo Irons no spotlight), a Volcom prepara-se agora para, no próximo dia 26 de Agosto, lançar o seu mais novo filme de snowboard: “Escramble”.
Os nomes dos jovens “actores” (e “actrizes”?) são praticamente ilegíveis e dificilmente pronunciáveis - Bjorn Leines, Wille Yli-Luoma, Seth Huot, Mark Lndvik, Terje Haakonsen, Erik Leines, Shaun White, Chris Demolski, Jamie Lynn, Brian Iguchi, Gigi Ruf and Zac Marben -, mas, habituados à qualidade dos filmes desta marca, esperam-se os melhores profissionais da área a rasgar o branco imaculado.
“Escramble” vai ser lançado mundialmente a 26 deste mês nos Estados Unidos, Alemanha, Japão, Austrália, Nova Zelândia, África do Sul, Brasil, Chile, Coreia e República Checa. Quanto aos portugueses, se não têm viagem marcada para nenhum destes destinos nas próximas semanas, é aguardar que o filme chegue às lojas por volta do dia 1 de Setembro.

07 August 2006

Mel a caminho da 4ª?

Redman-Carr é alvo a abater nas próximas etapa do WCT
(Photo: ASPWoprldTour/Karen)

O cheiro já é tropical e o samba começa a soar, à medida que se aproxima a 4ª etapa do WCT Feminino deste ano, o Billabong Pro Brazil.
De três provas já realizadas, Melanie Redman-Carr tem-se mostrado imparável e 2006 parece ser o ano escolhido para esta surfista australiana fazer um ataque cerrado ao título mundial. Em Fiji e na Gold Coast, Mel deixou sempre em segundo Layne Beachley, enquanto em Teahupoo, a campeã mundial reinante não foi par para esta surfista australiana.
3 em 3. Redman-Carr parece imbatível... mas terá estrutura suficiente para aguentar a pressão das suas adversárias, à medida que vamos exactamente a meio do circuito deste ano?
"Confiança" parece ser até ao momento a palavra-chave, bem como a força que tem sentido por parte de todos.
"Nunca sonhei com isto! Tenho sido inundada de apoio depois de ter vencido o primeiro evento na Gold Coast e tenho usado essa força para continuar a vencer", disse a veterana de 30 anos, após a sua vitória no Tahiti. Mas, sabendo que o título mundial está ao seu alcance, Melanie não quer descartar ninguém da corrida: "Ainda faltam muitos eventos e muitas das meninas têm capacidade de ganhar vários deles". Mas para que as concorrentes mais directas de Redman-Carr consigam superar os resultados alcançados pela australiana desde o início do ano, o Brasil será o ponto de partida para essa reviravolta.

NINGUÉM LARGA A CORRIDA
Tendo isso em mente, Layne e Chelsea, juntamente com Rebecca Woods, Rochelle Ballard e muitas das meninas que estão no seu encalço no ranking geral, prometem não deixar espaço para que Redman-Carr consiga a sua 4ª vitória deste ano. Depois temos também a ex-campeã mundial Sofia Mulanovich. A peruana, que até aqui tem estado um pouco apagada, parece estar de volta à sua forma. Prova disso mesmo foi a sua recente vitória no US Open. Sofia provou o sabor da vitória e não quer dar de barato o título deste ano.
Mas, atenção! As brasileiras não estão a dormir na forma. Há muito que Jacqueline Silva luta para conseguir chegar perto da liderança, enquanto que a rookie do Circuito, Silvana Lima, já não consegue conter a ansiedade de ganhar uma prova. Jogando em casa e tendo do seu lado milhares e milhares de aficcionados pelo surf que estarão em defesa da “prata da casa”, as brasileiras do Tour têm aqui a sua grande chance para conseguirem angariar alguns pontos muitos preciosos.