30 October 2007

Juniores 2007 escolhidos!

Foi sem grande surpresa que César Rosa e Francisca Pereira dos Santos foram consagrados os campeões Pro Junior de Surf deste ano.
Os dois não têm deixado grande margem de dúvida acerca das suas capacidades e já estão dando cartas na cena surfística nacional.
Agora falta agarrar nesses sorrisos e nessa confiança e ir além fronteiras. The ocean is not the limit!

Mineirinho 'On Fire'!

Rei Mineirinho no seu trono
(photo: ASP)


Habituámo-nos a vê-lo ao lado do Tiago Pires em inúmeras sessões de free-surf e deixámo-lo conquistar um lugar especial nos corações lusos. Por tal, foi com satisfação que os portugueses viram Adriano de Souza varrer literalmente a concorrência nas últimas etapas do WQS do Brasil.


Com o final esta semana do Onbongo Pro Surfing, realizado em Ubatuba, Mineirinho conseguiu dar um salto de gigante, da 39ª posição do ranking, para a 11ª.


"Estou a viver um sonho", disse Adriano na final da etapa. "Nem sei o que dizer. Estou muito contente por vencer duas etapas de seguida, e ainda nem acabou a perna brasileira". Porém, o foco do brasileiro está no 'CT: "Estou principalmente focado no Tour e no evento em Imbituba, na próxima semana, e quero dar lá o meu melhor. Usei estes dois últimos campeonatos para treinar e conseguir motivação, e agora estou pronto! Sei que será dificil ir contra os melhores 44 surfistas do mundo, mas se conseguir ganhar aqui, no Brasil, será perfeito!"


Depois da etapa de Onbongo, é assim que está o ranking mundial:

Smith,Jordy ZAF 1 14425
Reynolds,Dane USA 2 12276
Pires,Tiago PRT 3 12100
Bourgeois,Ben USA 4 12038
Khodr,Jihad BRA 5 12025
Dornelles,Rodrigo BRA 6 11994
Thompson,Jay AUS 7 11775
Perrow,Kieren AUS 8 11614
Aranburu,Aritz EUK 9 11214
Hobgood,C.J. USA 10 11175
Souza,Adriano de BRA 11 11125
Picon,Mikael FRA 12 11106
Alves,Heitor BRA 13 11050
Bryson,Royden ZAF 14 10950
Buchan,Adrian AUS 15 10900
Munro,Luke AUS 16 10850
Kling,Gabe USA 17 10726
Flores,Jeremy FRA 18 10701
Cansdell,Shaun AUS 19 10400
Muscroft,Nic AUS 19 10400
Brooks,Troy AUS 21 10300
Padaratz,Neco BRA 22 10213
Lopez,Shea USA 23 10175
Neve,Dayyan AUS 24 10163
Ross,Daniel AUS 25 10100
Howse,Jarrad AUS 26 9989
Flintoff,Kirk AUS 27 9925
Beven,Patrick FRA 28 9744
Weare,David ZAF 29 9732
Hedge,Nathan AUS 30 9719

EXCLUSIVO: De pai para filho

Mason e Michael Ho. Filho e Pai. Mistura explosiva!!!
(photo: ~MarleneMarques~)

A correr a perna europeia do WQS, o jovem surfista Mason Ho teve um apoio muito especial na praia: seu pai, Michael Ho.
Contar com os melhores conselhos de um dos surfistas mais experientes do Havai e, para muitos, um dos mais temidos competidores de sempre, é sempre meio caminho andado para um bom resultado.
A GALINHA reuniu na areia as duas gerações do surf para ter duas perspectivas do desporto.

Michael Ho, durante três décadas foste um atleta de topo. Como é que vês a competição nos dias de hoje?
O nível da competição está realmente alto. Nos meus dias eramos cerca de 200 surfistas a viajar tentando chegar ao top44., 32 ou 16. Mas isso era nesses dias. Agora temos uns 500 surfistas e são todos muito bons. Acho que o surf está hoje num nível muito superior.

O teu filho Mason está a seguir as tuas pisadas. Como classificarias o seu surf?
Está a ter uma evolução muito rápida e boa. Só espero que continue assim e que se divirta enquanto o faz.

E tendo a possibilidade de o acompanhar nos campeonatos tens visto igualmente muitos jovens surfistas. O que pensas de toda esta nova geração de surfistas “new school”?
Estou muito impressionado. Nos meus dias tinha os meus pais a apoiarem-me, mas isso não acontecia com a maioria dos miúdos, porque o surf não era visto como um desporto do qual se conseguisse fazer vida. Mas agora os surfistas estão a usar mais as suas cabeças e eu penso que realmente existe um futuro para eles.

E o free surf… ?
O free surf é provavelmente a melhor coisa que existe. Muitos dos miúdos competem para arranjar patrocinadores e para se tornarem profissonais, ou, pelo menos, tentarem o ser. Mas o free surf é provavelmente o tempo mais divertido que um surfista pode ter. 200% mais divertido que surfar em competição. No que diz respeito ao free surf, sem free surf não haveria competição.

Que conselho darias ao teu filho?
Continua a surfar!!!

Mason, já há algum tempo que vens entrando em competições. Como te definirias como competidor e como surfista?
Só estou a tentar imitar o pai! Qualquer pequena teoria que ele tenha ou qualquer conselho que ele tenha para mim, eu simplesmente faço-o, mas enquadrando nesta acção new school. E estou a divertir-me imenso e vou manter-me assim sem dúvida!

Qual é a importância de ter o teu pai a apoiar-te e a vir contigo para os campeonatos?
Oh, é tão bom tê-lo comigo, porque consigo estar mais relaxado. Na maior parte deste ano tenho estado sozinho, por isso, quando ele vem é muito especial. É tão simples quando estamos os dois juntos. É puro dinamite!

Foi a tua segunda vez em Portugal. O que é que pensas do país e das nossas ondas?
É tão bom! E esta segunda vinda cá está a ser muito mais fácil, porque já conheço tudo. Da primeira vez só pensava «para onde devo ir???», «o que é que devo fazer???»… mas agora é muito melhor.

E o que pensas do surf europeu?
É tão bom e todos os surfistas são óptimos! Estou a divertir-me imenso!

Quais são os teus principais objectivos para o resto do ano e para 2008?
Dois dos meus principais objectivos é conseguir entrar para o WCT e surfar Pipeline, Sunset e Haleiwa o melhor possível.