20 December 2007

Pôr ordem na capoeira

Desculpem a confusão, mas a Surfer trocou-me as voltas... Tinha colocado uns videos sobre o Pipe, mas têm dado confusão àqueles que acedem aqui à capoeira, por isso resolvi retirá-los.
Mas ainda podem vê-los em www.surfermag.com.
Obrigada pelos feedbacks sobre o visionamento e desculpem a confusão!

19 December 2007

Baralha e volta a dar...


Por: Nuno Santana Almeida

Terminou ontem o WCT de 2007 e com ele as cartas foram todas postas na mesa dos atletas...
Assim teremos, como manda a regra, os últimos 17 atletas to WCT (que perfazem um total de 44 atletas) que serão reconduzidos ao WQS (que é como se fosse uma 2º divisão de honra) e os 16 primeiros do WQS passam a constar do Dream Tour:


Abandonam o WCT
Greg Emslie(ZAF)
Travis Logie(ZAF)
Bernardo Miranda(BRA)
Rodrigo Dornelles(BRA) (atleta com pontuação já assegurada pelo WCT)
Cory Lopez(USA)
Raoni Monteiro(BRA)
Josh Kerr(AUS)
Ben Dunn(AUS)
Adrian Buchan(AUS) (atleta com pontuação já assegurada pelo WCT)
Troy Brooks(AUS)
Shaun Cansdell(AUS)
Victor Ribas(BRA)
Luke Munro(AUS)
Jeremy Flores(FRA) (atleta com pontuação já assegurada pelo WCT)
Gabe Kling(USA)
Trent Munro(AUS)
C.J. Hobgood(USA) (atleta com pontuação já assegurada pelo WCT)
Michael Lowe(AUS)
Mark Occhilupo(AUS)
Tim Reyes(USA)
David Weare(ZAF)


ENTRAM NO WCT 2008
Jordy Smith(ZAF)
Dane Reynolds(USA)
Jay Thompson(AUS)
Tiago Pires(PRT)
Aritz Aranburu(EUK)
Ben Bourgeois(USA)
Jihad Khodr(BRA)
Kieren Perrow(AUS)
Roy Powers(HAW)
Heitor Alves(BRA)
Mikael Picon(FRA)
Adriano de Souza(BRA)
Daniel Ross(AUS)

Irão beneficiar das 4 vagas extra abertas pelos atletas que já tinham assegurada a sua presença WCT: Royden Bryson(ZAF), Dayyan Neve(AUS), Luke Munro(AUS)e Nic Muscroft(AUS).

Sobre o ano de 2008 muito se irá escrever, mas para já o que podemos desde já antever, é que será concerteza um ano de grandes alterações, tanto no campo da implementação de novas manobras que irão obrigar a uma avaliação diferente por parte dos juizes, tal como uma nova frente de atletas que irão disputar o título.
Temos pela primeira vez na história do surf mundial, uma Euro Force, onde se inclui o nosso Tiago Pires. Desde sempre que a tentativa da Europa em se afirmar, apenas se resumia a um atleta... desta vez teremos 4 atletas.
Mas para já quem comanda a nível de número de atletas é a Austrália com 17, seguida dos 7 USA, 6 Brasileiros, 5 Havaianos, 4 Sul-Africanos.
Em resumo, antevemos um ano pouco impróprio para cardiacos, principalmente se fores português...

Bede Durbidge vence tudo no Hawaii!

O australiano Bede Durbidge venceu o Pipeline Masters 2007, assim como a Triple Crown of Surfing, por infortunio dos havaianos que querem sempre que estas duas taças sejam ganhas pela prata da casa.

Aliás, na final deste ano em que Pipe estava long de oferecer aquelas ondas que lhe deram o estatuto de legendária, Durbidge dividiu o palco com dois mates: Dean Morrison e Joel Parkinson; tendo cabido a Pancho Sullivan a dificil tarefa de defender a honra da casa.

Checa as imagens dos últimos dias do Pipe Masters, em baixo!

14 December 2007

Pipeline Masters - Day2

Foi o dia da eliminação do português Tiago Pires, mas foi, acima de tudo, o dia em que os especialistas em Pipeline mostraram... porque é que são chamados de "especialistas"!
Tirando as excepções do australiano Kai Otton e do norte-americano Chris Ward, que levaram ao rubro o muito público presente na praia, todos os "outsiders" foram corridos pela fina-flor havaiana ou aqueles que merecem ser considerados como tal.
Sem mais palavras, checa aqui o video!

Steph nova campeã mundial


Sem grande novidade mas digno de ser marco na história do surf feminino mundial, Stephanie Gilmore sagrou-se campeã mundial de surf 2007!
A australiana foi a primeira mulher desde sempre a conseguir o título no seu primeiro ano a correr o ASP World Tour. E isto com apenas 19 anos!
Depois da derrota antecipada das suas mais directas rivais, Sofia Mulanovich e de Silva Lima, nos oitavos-de-final do Billabong Pro Maui, a australiana de Collangatta finalmente respirou de alívio e colocou as suas mãos na tão desejada taça.
"É simplesmente fantástico. Nunca pensei nisso até agora, mas é realmente uma honra conseguir afirmar-me nos livros da história do surf. E fazê-lo em Maui, em ondas a entubarem, com toda a minha família e amigos cá, é simplesmente maravilhoso. Estou para lá de contente e quase sem palavras," disse Gilmore, apesar de guardar ainda algumas para agradecer aos atletas que lhe foram mais próximos este ano: "Tive um primeiro ano fantástico, com óptimos parceiros de viagem, como a Jessi Miley-Dyer e a minha team manager Kate Skarrat. Ambas apoiaram-me sempre. E também o Mick Fanning, que é do team Rip Curl, como eu, e cujo ano competitivo foi uma verdadeira inspiração para mim."
Quanto ao próximo ano, apesar de agora só querer aproveitar o momento que está a viver, Stephanie Gilmore não deixa de dizer que apontará todo o seu foco para o Tour de 2008. Afinal, "não quero perder esta sensação!"

13 December 2007

Saca fora de Pipe


Se o WCT do próximo ano for à semelhança do que foram estas últimas semanas no Hawaii, Tiago Pires estará a contribuir para o grande aumento na afluência aos hospitais, isto porque o número de ataques cardíacos irá subir em larga escala.
O Saca parece escolher os últimos segundos (repito, segundos) dos seus heats para atacar as lideranças. E quase consegue... quase...
Em Pipe, Tiago Pires não tinha nada a perder. Ainda não estava a correr o seu circuito, apenas teve a sorte de ganhar um wildcard pela Billabong e partilhar a experiência única de fazer o Masters.
Mas, como bom português, levou tudo como se o título estivesse nas suas mãos. E acusou esse nervosismo. 1º, no primeiro dia do campeonato, em que ficou em último. 2º, no segundo dia de prova em que, por ter ficado em último no primeiro round, teve que correr contra Flynn Novak, um expert de Pipeline.
Caindo no seu primeiro grande tubo, Tiago podia ter garantido uma nota confortável. Não conseguiu, e depois, apesar de todos os esforços, foi literalmente "papado" por Novak.
Feito o balanço, qualquer presença em Pipe é uma boa presença, e tendo em consideração a dificuldade da onda, batemos palmas.
Mas, vendo as performances de Kai Otton e de Jeremy Flores... coloca-nos a pensar sobre 2008...

12 December 2007

Pipeline Masters - Day1

É o primeiro dia de competição da última e mais importante jóia da coroa havaiana. Vê aqui como correu!

Entretanto, e entrando para a água logo no primeiro heat da competição, o português Tiago Pires não teve a vida facilitada, tendo que competir contra o 4x campeão de Pipe (já para não falar em campeão mundial...) Andy Irons, o norte-americano Cory Lopez e o seu amigo de longa data Adriano «Mineirinho» de Sousa.

Tiago ficou em último no seu heat, não indo além dos 4.03 de score total.

Neste novo formato de Pipe, os últimos não são excluídos, mas passam para o round 2 onde têm que enfrentar os convidados do campeonato, especialistas em Pipeline. O português está então no heat 6, onde terá de competir com o surfista local Flynn Novak.

07 December 2007

Tiago em grande no Havai

Com meia nação pegada ao computador, Tiago não deixou ficar mal Portugal e deu luta até ao fim
(photo: ASP Kristin/CoveredImages)
No limiar do perigo. Foi assim que se realizou em Sunset, no Hawaii, a segunda prova do Triple Crown of Surfing 2007, o O‘Neill Cup of Surfing.
Presente, como não poderia deixar de ser, esteve Tiago Pires, que não demorou a mostrar que ondas grandes são para ele um recreio.
O surfista português demonstrou estar em grande forma quando, no round de 64, arrasou com a concorrência, deixando todos a precisar de uma nota combinada, entre eles o vencedor do circuito WQS deste ano Jordy Smith.
Já na ronda seguinte, contra Taj Burrow, o havaiano Bruce Irons e o companheiro de Euskadi Hodei Collazo, Tiago não teria tanta sorte. Apesar de arrancar muito bem, o surfista luso não foi par para um Bruce e um Taj muito inspirados. A dez segundos do fim do heat Tiago Pires ainda apanharia uma onda, mas a pontuação não seria suficiente para seguir em frente.
Depois da prova de Sunset, ganha pelo havaiano Makua Rothman, e depois de ter assegurado a 5ª posição no circuito WQS 2007 e entrada no WCT do próximo ano, Tiago Pires fecha a temporada havaiana com chave de ouro: um wildcard na última prova da Triple Crown, o lendário Pipe Masters.
Para saberes mais vê a Zona Radical, próxima 3ªf, pelas 18h30. Entretanto, fica com o ranking final do 'QS e os apurados para 2008:

1: Jordy Smith (ZAF) – 14.575 pontos
2: Dane Reynolds (EUA) – 12.951
3: Rodrigo Dornelles (BRA) – 12.376
4: Jay Thompson (AUS) – 12.350
5: Tiago Pires (PRT) – 12.100
6: Aritz Aranburu (EUK) – 12.095
7: Adrian Buchan (AUS) – 12.075
8: Ben Bourgeois (EUA) – 12.038
9: Jihad Kohdr (BRA) – 12.025
10: Kieren Perrow (AUS) – 11.914
11: Jeremy Flores (FRA) – 11.889
12: Roy Powers (HAV) – 11.725
13: C. J. Hobgood (EUA) – 11.575
14: Heitor Alves (BRA) – 11.275
15: Mikael Picon (FRA) – 11.256
16: Adriano de Souza (BRA) – 11.225
17: Daniel Ross (AUS) – 11.188
18: Royden Bryson (ZAF) – 11.050
19: Dayyan Neve (AUS) – 10.951
20: Luke Munro (AUS) – 10.950
21: Nic Muscroft (AUS) – 10.888

05 December 2007

Surfing Smooth

(Photo: ~MarleneMarques~)

Bye-Bye Rochelle

Enquanto o nervosismo domina todas as atletas do WCT, à medida que a última etapa do ano se aproxima, uma dessas mulheres percorre as praias do North Shore sem uma preocupação na cabeça…
Depois de mais de uma década como presença habitual nas competições mundiais, a havaiana Rochelle Ballard prepara-se para disputar o seu último evento no ASP Women´s World Tour, o Billabong Pro Maui, que começa no próximo fim-de-semana, em Honolua Bay.
Para trás deixa um currículo competitivo invejável. E é esperado que aproveite esta última etapa do circuito mundial feminino para o fechar com chave de ouro. A ver vamos. Mas a verdade é que a sua simpatia e garra será sentida no Tour.