13 March 2009

Parko mostra o melhor!

What to say...
(photo: ASP/CI/SCHOLTZ via GETTY IMAGES)


Desde a vitória no ano passado contra Tiago Pires que Joel Parkinson caiu nos desamores dos portugueses e quando o mesmo voltou a vencer o português na primeira etapa de 2009 do WCT a arreliação foi geral.


Porém, Joel Parkinson, goste-se ou não, estava a surfar na sua onda e tem um surf invejável. Resultado: Venceu o Quiksilver Pro com uma espectacularidade que ninguém, nem mesmo o português mais anti-Parko, deixou de lhe tirar o chapéu.


O surfista australiano não teve surf suficiente para escapar ao round 2 da competição, mas a partir daí foi imbatível.


Quando chegou à semi-final, e com o mar a tomar grandes proporções devido à tempestade que se aproximava, todas as apostas estavam em Mick Fanning que, até então, mostrava estar muito concentrado e confiante. Mas foi Joel Parkinson que se encontrou mais depressa com as ondas e começou a facturar como um louco, chegando mesmo a atingir a pontuação máxima de uma onda: 10.


Escolhido o primeiro finalista, também a segunda semi-final foi uma caixa de surpresas. Mais uma vez, as apostas em Taj Burrow sairam logradas. No heat contra o brasileiro Adriano de Sousa, Taj estava também a jogar em casa e toda a gente sabe que os brasileiros sempre se dão melhor em mar mais pequeno... Mineirinho destruiu o mito, ao vencer o australiano com 14.84 (em 20 pontos de total possíveis) contra uns meros 5.34.


O surfista brasileiro teve uma prestação exemplar em toda a competição e as esperanças começavam a surgir sobre a aposta de, pela primeira vez, a bandeira do Brasil chegar ao pódio na primeira posição.


Parko não deu hipóteses. Depois de tanto esforço não estava preparado para deitar tudo a perder. E não o fez.


Joel Parkinson já estava em harmonia com o mar e destruiu literalmente as ondas, conseguindo, mais uma vez, um 10 perfeito e arrumando com o brasileiro que, apesar disso, conseguiu a sua primeira final desde que entrou para o Dream Tour.


Os melhores surfistas do mundo deixam agora Snapper e Kirra para estarem, a partir de dia 7 de Abril, na lendária Bell's Beach. Os dados estão lançados!




CURRENT ASP WORLD TOUR TOP 5:


1. Joel Parkinson (AUS) 1200 points


2. Adriano de Souza (BRA) 1032 points


3. Taj Burrow (AUS) 876 points


3. Mick Fanning (AUS) 876 points


5. Bede Durbidge (AUS) 732 points


5. C.J. Hobgood (USA) 732 points


5. Adrian Buchan (AUS)732 points


5. Damien Hobgood (USA) 732 points

E vão quatro de seguida!

Stephanie estava a surfar em casa... mas mesmo que não fosse, as suas manobras não deixam dúvidas
(photo: ASP)
A 2x campeã do mundo, Stephanie Gilmore, arrancou fenomenalmente o ano novo de competição com a vitória da primeira etapa do WCT, em Snapper Rocks.
Steph dominou a final contra a havaiana Melanie Bartels começando logo por solidificar o resultado com uma pontuação de 9.57 em 10 pontos possíveis. A sua estratégia era clara: "É importante ter um bom arranque na bateria e começar a liderar desde o início", confessou no final a surfista.
Com este resultado, Gilmore soma agora 4 vitórias consecutivas em eventos das ASP (a australiana venceu de seguida as três últimas etapas do tour em 2008), e destaca-se desde cedo no ranking deste ano.
"Estamos a começar um novo ano e conseguir esta vitória na nossa terra, em frente de toda esta gente, é incrivel", disse ainda.
Numa etapa em que as rookies brilharam, foi uma veterana que ultrapassou tudo e todos para chegar ao confronto final com Stephenie Gilmore. Melanie Bartels mostrou que ainda falta muita experiência às mais novas para chegar ao patamar seguinte e aceitou o desafio contra a australiana com um sorriso nos lábios e muita garra na prancha.
"Estou extasiada!", começou por dizer Bartels. "Surfar contra a Steph é sempre um desafio, porque sei que ela é muito boa. Sabia que tinha que alcançar grandes pontuações, mas as ondas teimaram a não aparecer para mim. Ela surfou incrivelmente bem e eu fiquei contente por poder surfar Snapper sem mais ninguém na água".
Com o início da próxima etapa do circuito mundial de surf feminino marcado para dia 8 de Abril, em Bell's Beach, o ranking já ganhou forma:
1 – Stephanie Gilmore (AUS) 1200
2 – Melanie Bartels (HAW) 972
3 – Paige Hareb (NZL) 756
3 – Coco Ho (HAW) 756
5 – Sofia Mulanovich (PER) 552
5 – Rebecca Woods (AUS) 552
5 – Chelsea Hedges (AUS) 552
5 – Bruna Schmitz (BRA) 552
9 – Silvana Lima (BRA) 360
9 – Amee Donohoe (AUS) 360
9 – Samantha Cornish (AUS) 360
9 – Jacqueline Silva (BRA) 360
9 – Sally Fitzgibbons (AUS) 360
9 – Rosanne Hodge (ZAF) 360
9 – Alana Blanchard (HAW) 360
9 – Megan Abubo (HAW) 360
17 – Jessi Miley-Dyer (AUS) 180
18 – Layne Beachley (AUS) 0